Vídeo sobre Flores Raras e Exóticas

Jardinagem residencial: dicas, ideias e macetes

Nesse post vamos te mostrar algumas dicas bem úteis para fazer sua jardinagem residencial. Afinal, é sempre bom ter uma casa repleta de plantas lindas e que podem realçar demais a decoração do seu lar.

Jardinagem Residencial: dicas, ideias e macetes

O mais legal é que você pode fazer as dicas da maneira que achar mais oportuno. Veja as ideias que selecionamos para você poder realizar uma jardinagem otimizada e que pode deixar suas plantinhas muito mais lindas.

Tem várias ideias e dicas bacanas para você realizar em seu jardim, quintal ou nas plantas que ficam dentro da sua casa ou apartamento. O importante é fazer as dicas que mais gostar e deixar suas plantas maravilhosas também!

Jardinagem Residencial: dicas, ideias e macetes

Jardinagem residencial: dicas, ideias e macetes

Esses macetes podem ser ótimos para você fazer em sua casa também. Faça sobretudo se você quer cultivar suas plantas da melhor forma, deixando-as sempre lindas e saudáveis.

Dicas para regar as plantas

Essa dica é bem universal e pode ser utilizada na grande maioria das plantas. Para saber se sua planta precisa ser regada novamente, sinta o solo com os dedos. Se estiver úmido ainda, espere que seque para regar novamente. Caso contrário, ou seja, o solo já estiver seco, essa é a hora de regar a sua planta.

Como regar orquídeas da forma correta

Viu como é simples essa regrinha? É uma maneira simples de saber se sua planta precisa de mais rega ou não. Até porque a quantidade de regas varia de região para região e ainda tem o fator da estação, que contribui bastante para mais ou menos regas.

Como tirar o cloro da água

Curso para Aprender a Cuidar de Orquídeas

Uma dica simples para tirar o cloro da água é deixar a água de molho em um balde, garrafa PET ou qualquer recipiente de um dia para o outro. Após 24h, no outro dia, você já pode utilizar a sua água, agora sem cloro, para regar as plantas mais sensíveis.

Essa dica de tirar o cloro da água é ótima para regar as plantinhas mais delicadas que você tem. Por exemplo, orquídeas, plantas carnívoras, suculentas, entre outras mudinhas e plantas que precisam de um cuidador maior no cultivo.

Como cuidar de suculentas e cactos

Suculentas e cactos são plantas em que o modo de cultivar é bem semelhante. Note que essas plantas não gostam muito de água, por isso, para regá-las, espere secar bem o substrato.

Procure saber se sua suculenta ou cacto é de sol ou de sombra. A maioria dos cactos são de sol, mas há muitas suculentas que são de sombra. Por isso é importante ficar atenta a este detalhe na hora de posicionar o vaso da sua plantinha no seu jardim.

Aprenda quando é o momento ideal para regar suculentas

Para regar sua suculenta ou cacto, espere o substrato secar bem. Quando estiver complemente seco, é a hora de regar novamente esta planta. Você pode até esperar também alguns dias antes de regar. Pois lembre-se que essas plantas se adaptam bem a secas.

Quando for regar, molhe apenas a terra, pois as folhas das suculentas e cactos já tem muita água retida e não é bom para elas ter mais água ainda. Super simples e fácil de cuidar. Tente nutrir suas suculentas e cactos com adubos orgânicos ou artificiais de 6 em 6 meses para que elas fiquem bem saudáveis.

Como colorir suculentas

Tem uma técnica bacana para acentuar a cor da sua suculenta e em certos casos, mudar até a cor delas. Veja um trecho de um artigo em que falamos sobre isto:

Compre na farmácia o seu Sal Amargo e dilua meia colher de café do pó que vem na embalagem em 1 litro de água. Misture bem até que dilua completamente e você não veja mais nenhum grão da substância.

Depois que fez a composição, é só esperar o sol se pôr e borrifar esta mistura nas suas suculentas. Faça este processo toda semana ou de 15 em 15 dias, ou seja, duas vezes por mês.

Fazendo o procedimento certinho você vai obter novas cores em suas suculentas. Assim você poderá mudar a cor delas e ver como vão ficar ainda mais lindas.

Você pode ver o artigo completo aqui → Como mudar a cor das suas suculentas

Como cuidar de orquídeas

Orquídeas são planas muito delicadas. Costumamos dizer que cuidar de uma orquídea é como cuidar de um bebê. Sabe o cuidado que você tem com uma mudinha de planta que você quer que vigore? É mais ou menos por aí. Resumindo, se você tem uma orquídea e quer que ela fique saudável, bela e coloque flores, é preciso uma atenção maior.

A linda orquídea vanda

Nada de sol, mas o local precisa ser bem iluminado

A maioria das orquídeas não pode receber sol direto. Se isto ocorrer, provavelmente aparecerá queimaduras em suas folhas e essas folhas poderão morrer com o tempo. Isto prejudica bastante a saúde da planta, então o primeiro ponto é tomar muito cuidado no local que você vai colocar a sua orquídea.

Ou seja, não exponha, de forma alguma suas orquídeas ao sol direto. Ah não ser que em sua região o sol seja bem fraquinho. De tal forma que plantas que não se adaptariam ao sol, possam fazer isto aonde você mora.

No entanto, é preciso que você deixe sua orquídea em um lugar que o sol ilumine indiretamente. Em outras palavras, um local sombreado, com muita luz indireta. Poderíamos até achar que dentro de casa então pode ser o local perfeito para cultivarmos nossas orquídeas. E a resposta é: nem sempre!

Locais locais internos em nossa casa podem ter pouca iluminação e isto atrapalha a saúde das nossas orquídeas. É por isso que normalmente podemos achar locais melhores para as orquídeas assim na varanda, quintal, frente de casa ou algum local externo do nosso lar.

Mas é claro que se você tem um lugar dentro de casa que seja bem iluminado, como por exemplo, um terraço ou cômodo com um janelão ou uma boa passagem de luz, pode ser que dentro deste espaço seja de fato o melhor local para colocar a sua menina.

Para achar este local, numa área externa de sua casa, por exemplo, pode não ser fácil e até mudar de acordo com o passar do tempo, pois o sol muda de posição ao longo do ano. Isso quer dizer que em um local que agora não bate sol direto, pode, futuramente, em algum momento, ter sim, luz sol direta.

É por isso que você tem que estar sempre ligada aonde o sol está aparecendo no quintal ou em qualquer área externa de sua casa que tenha suas orquídeas. Muitas pessoas perdem orquídeas por isso. Acham um bom local para sua orquídea bem sombreado e com luz do sol indireta, mas em algum momento o sol muda de posição e passa a iluminar diretamente aquele local. Isto pode ser um adeus para suas orquídeas.

Portanto, se em sua região há sol forte, muito cuidado onde você vai colocar sua orquídea. Tente escolher um lugar fora do interior da casa, para ter uma melhor iluminação, mas que seja um local que você tenha certeza de que no momento não está batendo sol por ali.

Aprenda a hora de regar orquídeas

Regas das orquídeas

Nesse aspecto, a orquídea também pede o meio termo. Não podemos regar nem demais, mas também podemos prejudicá-la regando menos do que o necessário. E este é outro fator que vai variar muito de região para região, no que se refere a quantidade de regas por um determinado período de tempo. A estação do ano também vai influir no tanto que você deve regar suas orquídeas.

A regrinha é simples: devemos regar a orquídea sempre que o substrato secar ou quando estiver muito perto disto.

Se você mora numa região mais úmida e fria, as regas podem bem mais moderadas, podendo regar apenas algumas vezes na semana ou no mês. Mas se você mora numa região mais quente, você pode ter que fazer regas um dia sim, um dia não, por exemplo.

Como você não deve expor sua orquídea no sol, dificilmente você terá que regar todos os dias, já que seria um período muito pequeno para que o substrato seque completamente. Mas isto também vai depender do substrato que você está utilizando no cultivo. Substratos como esfagno retém muita água e demoram mais para secar. Mas há outros substratos que secam um pouco mais rápidos, como chips de coco. E por aí vai.

Uma maneira simples de saber se o seu substrato está seco é enfiar levemente o dedo nele e sentir se está molhado ou não. Se não estiver ou estiver quase secando, é o momento de regar novamente a sua orquídea. Caso o substrato esteja ainda úmido, espere mais até poder regar novamente sua orquídea.

Na hora da rega, foque em regar as raízes da sua orquídea. Até porque as folhas possuem cópulas que podem reter água e prejudicar a saúde da sua planta. Basta regar as raízes, não precisa molhar as folhas. Se for fazer isto, é melhor fazer com um frasco de spray com água. Regue até que a água saia pelo fundo do vaso e é o bastante.

Substrato e nutrientes

Existem muitos substratos que dão certo no cultivo orquídeas. Alguns deles são chips e fibra de coco, esfagno, casca de arroz carbonizada, casca de pinus, casca de amendoim e brita. A casca de arroz carbonizada e a casca de pinus, são substratos que possuem alguns nutrientes e isto é bom para a orquídea.

Mas você pode apostar também em substratos pobres ou sem nutrientes, como os chips e fibras de coco, casca de amendoin e brita, mas no entanto, nutrir a sua planta com trouxinhas de adubo ou com adubos artificiais foliares próprios para orquídeas.

Qual melhor vaso para as suas plantinhas

Mas afinal, qual o melhor vaso para cultivarmos nossas plantinhas? A resposta vai variar de acordo com a jardineira em questão e também de qual planta estamos cultivando.

Para você entender melhor, há vasos de certos materiais que fazem a umidade secar mais rapidamente. Mas há materiais de outros vasos que retém água por mais tempo. Dessa forma, é preciso saber se você quer vasos que possam ficar mais tempo mantendo a umidade ou não.

Plante suculentas em vasos de barro

Porque depende do jardineiro? Porque se você for alguém que esteja mais atenta aos substratos de suas plantas e possa sempre estar regando quando estes substratos ou terra secarem, você pode optar por esses vasos que secam mais rápido e até fazem mais bem para as plantas.

Mas se você for alguém mais desligada em relação as plantas, vasos que retém mais água podem ser ideais para que quando você esqueça de regar, suas plantas não fiquem tanto tempo sem ver água.

Vamos aos vasos que retém mais água: vasos de plástico, vasos de vidro e vasos de metal. Estes vasos são completamente fechados e retém mais umidade.

Já os vasos que retém menos água e secam mais rápido são: vasos de cimento e vasos de barro. Estes vasos tem micro furos que fazem com que não só a água seque mais rápido na terra.

Podemos dizer também que, se você quer o vaso ideal para uma suculenta ou cacto, por exemplo, a melhor opção seria vasos de cimento ou de barro. Pois estes vasos são propícios para que não acumulem água e prejudique a saúde dessas plantinhas que gostam de uma terra ou substrato seco por um período de tempo.

Já plantas como samambaias, que adoram a terra mais úmida, pode ser melhor um vasinho de plástico, vidro ou metal, pois retém mais água.

Na hora de escolher o vaso, pense também se bate sol nele. Se bater sol, prefira vasos de cimento e de barro. Pois a temperatura passa de forma mais gradativa a terra e não de forma brusca, como acontece nos vasos de plástico, vidro e metal.

Jardinagem Residencial

Gostou dessas dicas para fazer jardinagem residencial? Assim você pode deixar suas plantinhas bem lindas a partir de ideias e dicas simples para aplicar na hora de fazer a jardinagem em casa.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*